Director - João Marques Teixeira

www.saude-mental.net


Acesso Reservado




Números Anteriores


ver lista completa >>

Índice

Pesquisa








Índice de Autores


Índice de Temas


Índice de Secções


Alcoolismo / Alcoholism

Volume XI Nº1 Janeiro/Fevereiro 2009


  • imprimir (pdf)



  • tamanho da fonte


  • carrinho de compras


  • imprimir revista (pdf)





Volume XI Nº1 Janeiro/Fevereiro 2009

Casos Clínicos / Clinical Cases



Resumo/Abstract

Introdução: O síndrome de opsoclonus-mioclonus (OMS) é uma condição rara. Têm sido descritas a existência de anticorpos antineuronais e de alterações inflamatórias e degenerativas. A disfunção dos circuitos corticais-cerebelares pode estar relacionada com a desregulação afectiva e alterações comportamentais observadas no OMS.
Descrição de caso: Reportamos o caso de uma mulher de 33 anos, com diagnóstico de OMS aos 3 anos de idade, tratada com ACTH até aos 8 anos. Apresentou como sequelas, alterações cognitivas ligeiras e alterações na articulação da fala. Aos 33 anos é feito o diagnóstico de perturbação obsessivo-compulsiva (OCD). A tomografia computorizada mostrou atrofia ligeira dos hemisférios cerebelares e vérmis.
Discussão: Discutimos como a fisiopatologia da OCD pode estar relacionada com lesões cerebrais causadas pelo OMS, nomeadamente a nível cerebeloso.

Palavras-chave: síndrome opsoclonus-mioclonus, perturbação obsessivo-compulsiva, cerebelo; caso clínico; fisiopatologia


Introduction: The opsoclonus-myoclonus syndrome (OMS) is a rare condition. Specific antineuronal antibodies and inflammatory, degenerative changes have been described. Dysfunction in cerebellar-cerebral circuits may underlie affective dysregulation and behavioural disturbances seen in OMS.
Case description: We report a case of a 33 year old female that was diagnosed idiopathic OMS at the age of 3, treated with ACTH till the age of 8. She developed mild cognitive impairment, speech slurring and imprecision. At age of 33, she was diagnosed Obsessive-Compulsive Disorder (OCD). CT-Scan showed mild atrophy of cerebellar hemispheres and vermis.
Discussion: We discuss how OCD pathophysiology can be related to OMS brain damage, namely at the cerebellum.

Key-words: síndrome opsoclonus-mioclonus, perturbação obsessivo-compulsiva, cerebelo; caso clínico; fisiopatologia



Diogo Frasquilho Guerreiro


Interno de Psiquiatria, Assistente livre na Faculdade de Medicina de Lisboa, Clínica Psiquiátrica Alterstatus, Lisboa, Portugal



Manuel Costa Guerreiro


Especialista de Psiquiatria, Director Clínico, Clínica Psiquiátrica Alterstatus, Lisboa, Portugal



Maria Antónia Frasquilho


Especialista de Psiquiatria, Directora Clínica, Clínica Psiquiátrica Alterstatus, Lisboa, Portugal

Correspondência com o artigo:
Av. Bombeiros Voluntários de Algés
nº 42, S/L Esq.ª
1495-020 Algés
PORTUGAL

Email: dfguerreiro@gmail.com

Conflitos de interesse:
Os autores declaram não ter qualquer conflito de interesse.



Caso Clínico



O síndrome de opsoclonus-mioclonus (SOM) é uma condição rara, caracterizada por começo subagudo de opsoclonus, uma perturbação dos movimentos oculares sacádicos, que ocorre habitualmente associado a mioclonias de acção arrítmicas, que predominantemente envolvem o tronco, os membros

23