Director - João Marques Teixeira

www.saude-mental.net


Acesso Reservado




Números Anteriores


ver lista completa >>

Índice

Pesquisa








Índice de Autores


Índice de Temas


Índice de Secções


Realidade Virtual / Virtual Reality

Volume XIII Nº6 Novembro/Dezembro 2011


  • imprimir (pdf)



  • tamanho da fonte


  • carrinho de compras


  • imprimir revista (pdf)





Volume XIII Nº6 Novembro/Dezembro 2011

Revisões / Reviews



Resumo/Abstract

Numa época em que a evolução técnico-científica disponibiliza intervenções terapêuticas que actuam eficazmente nas diversas síndromes psicopatológicas, o estigma associado à doença mental constitui uma forte barreira influenciando negativamente o acesso aos cuidados de saúde, o tratamento e o prognóstico. A desejável plena integração sócio-comunitária das pessoas com doença mental preconizada pelas modernas políticas de saúde mental encontra no estigma um poderoso obstáculo potenciador de atitudes e práticas discriminatórias, com notórias repercussões negativas no curso das patologias e na qualidade de vida dos doentes e das suas famílias.
Partindo de uma matriz de análise sócio-cognitiva, o autor examina o fenómeno do estigma nas suas diversas vertentes, abordando as diferentes valências e significados nos planos individual e social, concluindo pela importância da sua conceptualização como importante factor clínico requerendo adequada avaliação e intervenções terapêuticas no objectivo da minimização do seu impacto.

Palavras-chave: estigma, doença mental, estereótipos, discriminação.

Stigma associated to mental illness is a major barrier negatively influencing the access to mental health services, the treatment, and illnesses prognosis. At a time when communitarian integration constitutes the main purpose of mental health politics, attitudes and discriminatory practices associated with stigma mainly affects the patients and their families daily life.
Using a socio-cognitive approach, the author examines the stigma phenomena in its several dimensions and effective interventions, including in these the need of conceptualizing stigma as a clinical problem being crucial for patients quality of life and illnesses prognosis.

Key-words: stigma, mental illness, stereotypes, discrimination.



Paulo Henrique Figueiredo

Mestre em Psicologia Clínica Cognitivo-Comportamental e Sistémica pela Universidade de Coimbra.
Psicólogo Clínico no Centro Hospitalar Psiquiátrico de Coimbra / Centro Hospitalar Universitário de Coimbra.


Declaração de Interesses
O autor não apresenta qualquer conflito de interesses.



Introdução



O estigma e a discriminação são os mais significativos
obstáculos ao desenvolvimento dos cuidados de saúde mental
e à qualidade de vida das pessoas que sofrem de doença mental.

Norman Sartorious, 2002


O estigma associado à doença mental constitui um importante obstáculo com forte impacto no acesso aos cuidados, no tratamento e na reabilitação em psicopatologia. Para além das dificuldades em lidar com a expressão sintomatológica da(s)

37