Director - João Marques Teixeira

www.saude-mental.net


Acesso Reservado




Números Anteriores


ver lista completa >>

Índice

Pesquisa








Índice de Autores


Índice de Temas


Índice de Secções


Literacia em Saúde Mental / Mental Health Literacy

Volume XIII Nº3 Maio/Junho 2011


  • imprimir (pdf)



  • tamanho da fonte


  • carrinho de compras


  • imprimir revista (pdf)





Volume XIII Nº3 Maio/Junho 2011

Revisões / Reviews



Resumo/Abstract

O Psicodrama com doentes psicóticos é, actualmente, pouco comum na prática clínica e raramente objecto de investigação. Aborda alguns dos problemas mais relevantes das perturbações psicóticas e contribui potencialmente para melhorar aspectos não directamente influenciados pelo tratamento farmacológico com anti-psicóticos.
Este trabalho pretende rever os fundamentos teóricos sobre o Psicodrama com pacientes psicóticos e dar a conhecer o grupo específico que funciona no Serviço de Psiquiatria do Hospital de João (HSJ) há duas décadas.
A partir da sua experiência, os autores reflectem sobre as especificidades técnicas no trabalho psicodramático com este grupo, os requisitos principais para desenvolver com sucesso este tipo de abordagem e sobre o papel que o Psicodrama pode ter na melhoria da saúde e bem-estar destes pacientes.

Palavras-chave: Psicodrama, Psicoterapia de grupo, Perturbações psicóticas.


Psychodrama with psychotic patients is, nowadays, seldom seen in clinical practice and also poorly investigated. It approaches some of the main issues about psychotic illness and provides important input in aspects not addressed by standard antipsychotic treatment with psychotropics.
This paper aims to review the conceptual framework of Psychodrama with psychotic patients and to present the specific group of the Department of Psychiatry of HSJ provided for over two decades.
Based on their experience, the authors discuss on the specific techniques in psychodramatic work with this group, the main requirements to successfully develop this approach and on the role that Psychodrama can play in the health and well-being improvement of these patients.

Key-words: Psychodrama, Group Psychotherapy, Psychotic Disorders.



Vera Teixeira de Sousa

Médica Interna Complementar de Psiquiatria do Centro Hospitalar de S. João, Porto
Sócia efectiva da Sociedade Portuguesa de Psicodrama



Luciano Moura

Médico Psiquiatra (Assistente Hospitalar Graduado de Psiquiatria), Porto
Sócio Didacta da Sociedade Portuguesa de Psicodrama e membro da sua Comissão de Ensino

Correspondência:
e-mail: veratsousa@gmail.com

Sem conflito de interesses



Sua inovação foi dupla: além de criar um novo método terapêutico para a loucura - pois é nessa área que a psicanálise mais mostra os seus limites - , conseguiu, através desse mesmo método, revelá-la não como fenómeno intrapsíquico, mas como explosão das contradições inter-subjectivas cujo berço é a História.”

(Naffah Neto, A., referindo-se a Moreno em: Moreno, J.L. Fundamentos do Psicodrama.1st.São Paulo, Summus Editorial, 1983, p 11)




Introdução



As psicoses, e em particular a Esquizofrenia, são as entidades nosológicas mais emblemáticas da Psiquiatria. O tratamento preconizado para estas perturbações consiste no uso de agentes anti-psicóticos. No entanto, apesar de um tratamento psicofarmacológico optimizado, muitos dos sintomas da doença persistem, sobretudo aqueles conhecidos como sintomas negativos [1]. Adicionalmente, apesar da medicação anti-psicótica prescrita, muitos pacientes descompensam por não aderirem ao tratamento, o que decorre em muitos casos da ausência de insight para a doença e para a necessidade de tratamento, elas próprias características da doença.

15