Director - João Marques Teixeira

www.saude-mental.net


Acesso Reservado




Números Anteriores


ver lista completa >>

Índice

Pesquisa








Índice de Autores


Índice de Temas


Índice de Secções


Delírio de Infestação / Infestation Delusion

Volume XII Nº2 Março/Abril 2010


  • imprimir (pdf)



  • tamanho da fonte


  • carrinho de compras


  • imprimir revista (pdf)




Artigos / Articles

Volume XII Nº2 Março/Abril 2010


Resumo/Abstract

O delírio de infestação (DI) é uma perturbação psiquiátrica rara de etiologia desconhecida. A doença de Morgellons (DM) surge na tentativa de classificar em termos diagnósticos um grupo de doentes que, embora apresentem sintomas relacionados com o DI, têm sinais físicos e laboratoriais que sugerem uma etiologia biológica bem estabelecida. No presente artigo os autores fazem uma breve revisão teórica acerca destas duas perturbações e discutem a relação entre ambas.

Palavras-chave: Delírio, Infestação, Morgellons


Infestation delusion is a rare psychiatric disorder of unknown etiology. Morgellons’ disease arises in the attempt of diagnosing a specific group of patients that together with parasitosis delusion-related symptoms present physical and laboratory signs that suggest a clear biological etiology. In this article, the authors make a brief review about the two conditions and comment on their relation.

Key-words: Delusion, Infestation, Morgellons



Luís Fonseca

Médico Interno de Psiquiatria


Sónia Simões

Médico Interno de Psiquiatria


Beatriz Santos

Assistente Graduado de Psiquiatria


Joaquim Duarte

Chefe de Serviço de Psiquiatria

Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental
Hospital de Braga




Introdução



O DI é uma perturbação psiquiátrica rara caracterizada pela crença inabalável e irreal do doente de que está contaminado por parasitas. Trata-se de uma doença sem substrato biológico conhecido, sendo abordada em termos diagnósticos e terapêuticos como um quadro “funcional”. A DM é uma perturbação cuja definição e existência não reúne consenso. Surge na tentativa de enquadrar em termos diagnósticos um grupo específico de doentes com sintomas relacionados com o DI e sinais físicos e laboratoriais inespecíficos associados, que sugerem uma etiologia orgânica. O presente artigo pretende fazer uma breve revisão teórica do DI e da DM, explorando a conceptualização histórica destas perturbações e a sua relação.

10